8 de abril de 2021 Medicina Preventiva

Saúde Mental está entre maiores preocupações na pandemia

Estudos da USP apontam aumento de casos de depressão e ansiedade

Ontem (07/04) fizemos uma enquete em nosso Instagram (@saudeeprevencao) questionando qual a maior preocupação de vocês: saúde mental ou saúde física. Confessamos que não fomos surpreendidos pelo resultado, pois, até o momento, 70% dos participantes informaram que andam mais preocupados com a saúde mental.
Por que não nos surpreendemos? Estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP) aponta que o Brasil lidera os casos de depressão e ansiedade neste período de pandemia. Os pesquisadores detectaram que 63% da população teve sintomas de ansiedade e 59% teve ou tem depressão.
Outra pesquisa da USP, dessa vez realizada apenas no Brasil, demonstrou que as mulheres são as mais emocionalmente afetadas neste período, respondendo por 40,5% de sintomas de depressão, 34,9% de ansiedade e 37,3% de estresse.

Acompanhe nossas dicas que te ajudarão a manter a saúde mental em dia e tenha força, porque vai passar:

1. Faça exercícios físicos regularmente. Apenas 20 minutos por dia são suficientes para auxiliar na regularização dos processos fisiológicos do corpo.
2. Tenha um hobby que te ajude a desligar do mundo em alguns momentos.
3. Se tiver condições, faça terapia.
4. “Fuja” das redes sociais. Redes sociais por si só já são responsáveis pelo aumento drástico dos casos de transtornos de ansiedade e depressão na última década. Esses dados têm piorado em todo o mundo justamente pelo uso em excesso das redes sociais, as quais não temos controle sobre diversos conteúdos, em especial neste momento ainda mais crítico com tanta informação controversa, e até mesmo violenta.