Aprenda a identificar Fake News sobre Saúde

Aprenda a identificar Fake News sobre Saúde

As notícias falsas, mais conhecidas atualmente como Fake News, tem sido destaque nos últimos meses em razão da campanha eleitoral presidencial, porém elas não limitam-se a assuntos relacionados às eleições. Conforme divulgado pelo Ministério da Saúde, em agosto, o compartilhamento de mentiras sobre o assunto tem sido uma preocupação para os especialistas da área.

Não cair em armadilhas e não compartilhar inverdades não é tão difícil quanto parece, basta seguir nossas dicas:

– Fique atento a textos alarmantes, com letras maiúsculas, exclamações e muitos adjetivos. A maioria das Fake News usam termos exagerados, como “Cura da diabetes com cápsula natural”, “Bananas com vírus HIV”.

– A informação precisa de fonte. Exemplo: note que nossos posts sempre dão créditos à fonte que informou os dados divulgados.

– Pesquise no Google o assunto e procure em sites como boatos.org. e-farsas ou aosfatos, além de sites da mídia tradicional.

– Importante: Não seja um propagador de mentiras. Se você não tem certeza sobre a veracidade, não compartilhe.

Para reforçar o combate às Fake News, o Ministério da Saúde disponibilizou um número de WhatsApp (61)99289-4640 para a população enviar as notícias suspeitas. Vale ressaltar que o canal recebe as informações, que são analisadas por profissionais e divulgadas no Portal Saúde e nos canais oficiais do MS nas redes sociais.

“As notícias falsas, ou Fake News como estão sendo mais conhecidas, são uma praga da modernidade. Vem sendo usadas de toda forma para manipular, enganar, iludir, prejudicar. No caso da saúde, é muito mais grave, porque a notícia falsa mata. Então, o novo canal do Ministério da Saúde chega para servir como uma nova e poderosa camada de segurança na informação sobre saúde pública, com a vantagem de ter sido criada especificamente para o WhatsApp, que é o principal veículo de transmissão das notícias falsas”, explica o diretor de Comunicação Social do Ministério da Saúde, Ugo Braga, em release divulgado pelo MS.

Fonte: http://portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/44139-ministerio-da-saude-lanca-servico-de-combate-a-fake-news