Dexametasona reduz o índice de mortalidade de covid-19

Dexametasona reduz o índice de mortalidade de covid-19

Pela primeira vez em seis meses, cientistas apresentaram um medicamento capaz de reduzir comprovadamente o índice de mortalidade de covid-19. O estudo, realizado por estudiosos da Universidade de Oxford, na Inglaterra, e divulgado no último dia 16 de junho, aponta a redução de mortes ocasionadas pela doença em casos tratados com dexametasona.

A pesquisa foi realizada com pacientes em estado grave e observou a redução de um terço (33%) na mortalidade em pacientes com respiradores e um quinto (20%), no caso daqueles que precisavam de oxigênio. “Quando o paciente precisa de oxigenação, ele respira por si só, porém a oxigenação está diminuída e por isso o suporte do oxigênio. No caso da perda da função da respiração, o respirador precisa fazer a função do pulmão”, explica a fisioterapeuta Michelly Molina.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) manifestou-se através do diretor-geral, Tedros Adham Ghebreyesus, confirmando que de fato é o primeiro tratamento que reduz comprovadamente a mortalidade em pacientes em estado grave.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes de São Paulo na manhã de 17 de junho, o presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Clóvis Arns da Cunha, afirmou que a partir desta data é considerado antiético que médicos e hospitais não ofereçam o medicamento a pacientes internados com uso de oxigênio ou respiradores, pois há comprovação robusta da melhora.

“É importante salientar que a dexametasona não deve ser usada de forma preventiva ou em pessoas com sintomas leves, sem acompanhamento hospitalar. O medicamento atua no combate a processos inflamatórios e não terá atuação alguma nos casos leves, haja visto que apenas nos casos mais graves existe o processo inflamatório danoso ao próprio corpo”, reforça o diretor do Grupo Saúde e Prevenção, especializado em vírus respiratórios pelo Instituto Adolfo Lutz, Fábio Souza.

Com informações de: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/06/16/esteroide-dexametasona-reduz-mortes-por-covid-19-diz-pesquisa-de-oxford.htm