Grupo Saúde e Prevenção leva informações sobre ISTs a jovens da ONG Esporte Vida

Grupo Saúde e Prevenção leva informações sobre ISTs a jovens da ONG Esporte Vida

Muitos adolescentes acham que têm conhecimento suficiente sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis, antes conhecidas por Doenças Sexualmente Transmissíveis, e que a contaminação é algo que só acontece com o outro, mas a realidade é bem diferente. Pensando em conscientizar os jovens que participam das aulas de surfe ministradas pela ONG Esporte Vida, em Mongaguá, o Grupo Saúde e Prevenção (GSP) promoveu uma palestra, no sábado (23).

A apresentação aconteceu no espaço cedido pela Prefeitura de Mongaguá para utilização da ONG, no Centro, e reuniu cerca de 20 jovens. Durante fala descontraída, o diretor do GSP, Fábio Souza, informou sobre formas de prevenção e identificação das ISTs, câncer e as questões socioeconômicas referentes ao alcoolismo e ao tabagismo.

“Em todos os lugares do mundo, as contaminações pelo vírus HIV reduziram, com uma exceção: o Brasil, cujo índice aumentou 30% na última década. Além disso, o Ministério da Saúde estima que pelo menos 100 mil brasileiros são portadores do vírus e não sabem”, informou o diretor, explicando a necessidade de se falar sempre mais sobre o assunto.

“O GSP faz um trabalho fundamental, principalmente para os jovens, que estão tão vulneráveis às armadilhas da vida. Para nós, da ONG, não basta apenas trabalhar a parte esportiva, mas também prezamos por dar o máximo de informações para que eles possam se prevenir dos malefícios”, afirmou o presidente da ONG, Júlio César Biazus.

Ao final da apresentação, o Grupo Saúde e Prevenção doou livros aos participantes, que poderão agora continuar a se informar em casa. “A palestra foi superimportante, porque é sempre bom estar antenada”, comentou Beatriz, 16 anos. “Vou levar isso para a minha vida inteira. Irei me prevenir no futuro para não me prejudicar e nem prejudicar ninguém”, afirmou Vinícius, 12 anos.

A assistente social Ana Cristina di Giácomo Ribeiro, mãe de Vinícius, acompanhou a palestra e fez questão de compartilhar sua experiência quando trabalhou no Programa DST/AIDS, também em Mongaguá. “Achei essa ação muito importante, pois a juventude carece de informações. Sei disso, pois o primeiro caso que atendi no período que trabalhei no Programa foi uma adolescente de 15 anos que, na primeira relação sexual, engravidou e contraiu o vírus do HIV. Ela não sabia o que era e não entendia porque não poderia amamentar o bebê”.

Sobre o GSP – Com sede em Mongaguá e formado por profissionais da área da saúde do Estado de São Paulo, o Grupo Saúde e Prevenção (GSP) realiza campanha de medicina preventiva e qualidade de vida em empresas e escolas de todo o país.  Além da palestra, o GSP também realiza ações sociais, apoiando Organizações Não Governamentais, como a ONG Esporte Vida. E, como reconhecimento deste trabalho, recebeu o Selo Empresa Amiga da Criança, da Fundação Abrinq.

Sobre a ONG – A ONG Esporte Vida atua há quatro anos em Mongaguá utilizando o surfe como meio de inclusão social de jovens em situação de vulnerabilidade social, em sua maioria. Atualmente conta com 50 alunos, entre meninos e meninas, inscritos nas aulas que acontecem às terças e quintas.

Quem tiver interesse em apoiar o trabalho da organização não governamental, pode entrar em contato pelo Facebook (https://www.facebook.com/ongesportevida/) ou pelo Instagram da ONG (@ong_esporte_vida).